Category Archives: Teses e Dissertações

Teses e Dissertações

  • BARBAS, M. (2010) – E-Portefolios 2.0 e histórias de vida: instrumentos Pedagógicos de Empregabilidade. Tese de Pós-Doutoramento, na Universidade de Aveiro – CIDTFF, sob orientação do Professor Doutor António Moreira, Professor Associado da Universidade de Aveiro. (Bolseira da FCT – SFRH/BPD/44838/2008). Concluiu em 14 de outubro de 2010.

O projeto FLUIDS_ID: e-portefólios e histórias de vida – conteúdos digitais para a inclusão social e empregabilidade em RL e SL – questiona diferentes representações dos estudantes finalistas do ensino superior a nível nacional, europeu e ibero-americano que procuram trabalho recorrendo a ferramentas WEB3.0 acessíveis e inclusivas a todo o cidadão com necessidades educativas especiais.

Criámos um espaço (http://w3.ese.ipsantarem.pt/fuidsid/) onde identificámos experiências mundiais geradoras de boas práticas de empregabilidade, adaptámos a Teoria Experiencial da Aprendizagem (Kolb) e construímos a Metáfora do Puzzle respeitando o perfil de aprendizagem do cidadão, com metadados DublinCore, onde todo o estudante pode inscrever e-portefólios e histórias de vida recorrendo à escolha de um dos perfis de competências definido pelo investigador David KOLB (1984). De notar, que esta plataforma irá permitir a inclusão de vídeos personalizados com a técnica de machinima (utilizada em second life).

Construímos o protótipo em maio de 2007. Este protótipo foi premiado no Concurso Poliempreende a nível regional (1º prémio) e posteriormente voltou a ser premiado no Concurso Poliempreende a nível internacional (3º prémio). Neste momento propomo-nos: a) estudar a forma de tornar este espaço inclusivo a todo o cidadão; b) tentar indexar, aos vários perfis que fazem parte da plataforma, empresas capazes de lhes dar resposta a nível de empregabilidade; c) introduzir técnicas inovadoras a nível de vídeo (machinima) para que cada cidadão possa construir a sua própria história de Vida; d) implementar a plataforma para todos os estudantes que terminam o ensino superior, projetando a sua internacionalização à Europa e à América Latina, com o intuito de incluir o nosso estudo nas medidas tomadas a nível mundial: criar um e-portefolio para todos os cidadãos até 2010; e) promover a investigação a nível de pós-doutoramentos, doutoramentos e mestrados, bem como a integração de jovens licenciados em Bolsas de Integração na Investigação.

  • BARBAS, M. (2003) – Intercompreensão: do espaço-aula ao ciberespaço. Tese de Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Comunicação Educacional Multimédia, na Universidade Aberta, sob orientação da Professora Doutora Maria Emília Ricardo Marques, Professora Catedrática da Universidade Aberta, e do Professor Doutor Nuno Guimarães, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Aprovada com Distinção e Louvor (17 de junho de 2003).

Este trabalho de investigação estuda três situações de integração dos hipermédia em espaço curricular e extracurricular, em que a dupla de aprendentes (aluno/professor) promove, em trabalho colaborativo, um conjunto de dimensões interativas, funcionais, formativas, multisensoriais e multimodais. Os objetivos gerais desta investigação situam-se a nível de

• descoberta de outros espaços de aprendizagem;

• possibilidade de tornar os aprendentes não só utilizadores da Sociedade Cognitiva, mas também produtores de conhecimento;

• desenvolvimento da promoção de novas realidades, através de uma metodologia de “aprender a aprender” motivadora, interdisciplinar e produtora de novos cenários interativos.

Para atingir estas finalidades, foi elaborado um trabalho transdisciplinar que reúne:

• a conceção de um documento socioeducativo em suporte CD-ROM;

• um projeto de colaboração entre duas entidades – Escola Superior de Educação e Arizona State University, proporcionando a alunos e professores experiências de trabalho on-line em projetos de intercâmbio educacionais;

• um grupo de discussão “A Intercompreensão no Ciberespaço”, apresentado on-line, no período de 17 de maio a 6 de junho de 2000, por um grupo de animadores nacionais e estrangeiros, e tendo como principal objetivo promover competências linguísticas e tecnológicas na Sociedade do Conhecimento.

  • Barbas, M. (1996) – A metáfora no Cartaz Publicitário – Uma aplicação em CD-i. Tese de Mestrado em Comunicação Educacional Multimédia, na Universidade Aberta, sob orientação da Professora Doutora Maria Emília Ricardo Marques, Professora Catedrática, e do Professor Doutor Elias Blanco Fernandez, Professor Catedrático, aprovada com Muito Bom por unanimidade, a 13 de fevereiro de 1996. Bolseira da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT).

Os objetivos deste estudo visam levar os aprendentes a encontrar situações interativas entre os vários patamares que conduzem ao mundo da conceção, produção e realização de uma campanha publicitária, tendo como base a disciplina de “Leitura da Imagem” do Curso de Especialização em Comunicação Educacional Multimédia. Com o estudo específico do cartaz, “O Canivete Suíço da Telecel”, são oferecidos aos aprendentes elementos para procederem a uma análise semiótica do texto publicitário.