Category Archives: Habilitações e Formação

Habilitações e Formação

2012 – Provas para obtenção do título de Agregada em Ciências da Educação na especialidade de ensino a distância e elearning. Júri: Professores Catedráticos – Paulo Maria Bastos Silva Dias, António Mendes dos Santos Moderno, Fernando Ribeiro Gonçalves, Fernando Manuel dos Santos Ramos, Nuno Manuel de Carvalho Ferreira Guimarães. Concluiu a prova pública a 12 de junho de 2012. Aprovada por Unanimidade. (Diário da República, 2º Série – nº132, 10 de Julho de 2012/extrato nº 9331/2012).

Apresentou nesta prova o Relatório da Unidade Curricular de “Seminário – análise, conceção e produção de relatórios de estágio I” do Mestrado em Educação e Comunicação Multimédia. O relatório foi apresentado em quatro partes:

Na primeira parte, com o título “Descrição e fundamentação Institucional do Curso de Mestrado em Educação e Comunicação Multimédia”, apresentamos e contextualizamos a criação do curso, com base numa dimensão e numa perspetiva institucional, nacional e internacional.

Na segunda parte, com o tema “Enquadramento e programa de uma unidade curricular Seminário: análise, conceção e produção de relatórios de estágio I” justificamos os princípios orientadores, objetivos, conteúdos, metodologias e técnicas de avaliação desta unidade curricular. De notar que é apresentado, nesta segunda parte, um conjunto de referências bibliográficas, no qual incluímos ligações à internet, material que integra o conjunto dos contributos dos autores que nos levaram à construção do plano de estudos que estrutura o Curso de Mestrado em Educação e Comunicação Multimédia (ECM).

Na terceira parte, “Desenvolvimento da unidade curricular”, apresentamos, de forma mais aprofundada, os tópicos que integram a UC de Seminário, também aqui com as referências bibliográficas e as ligações à internet que se nos afiguraram mais pertinentes para a lecionação dos conteúdos inscritos em cada módulo.

Na quarta parte, “Análise dos dados obtidos na avaliação da UC de Seminário: análise e produção de relatórios de estágio I”, demos a conhecer a autoavaliação da qualidade do ensino em S_acpreI em regime de eLearning (2011). Apresentamos também, a título comparativo, os resultados obtidos na mesma UC em formato de b-learning (2010).

Por último, procuramos apresentar algumas reflexões, base do relatório que faz parte integrante do processo de obtenção da agregação.

A lição com o tema “e.raízes_redes: eixos |arquiteturas |contextos” inscreveu-se em reflexões orientadas para uma ação à escala global, reflexões essas que visam a análise do impacto das tecnologias da comunicação no âmbito dos processos de uma mudança civilizacional (de ordem social, política, económica, cultural) nas sociedades, contemporâneas.

Em primeira instância, dirigimos a nossa atenção para a identificação, em contexto, das boas práticas utilizadas por Instituições de ensino nacional e internacional, concluindo pela delimitação dos eixos orientadores que devem fazer parte da estratégia de um projeto. Importava definir, com clareza e objetividade, à luz da nossa realidade, que conceito de eLearning deveria ser apresentado.

A segunda parte desta reflexão, apresentamos, arquiteturas, deliberadamente práticas, as “peças” que poderão integrar um portal e uma plataforma de um projeto acessível a qualquer cidadão (cf. parte II), apresentando-se os módulos que deverão integrar um curso em eLearning.

Na terceira, e última parte descrevemos a forma como construímos uma comunidade de práticas contextualizada no percurso apresentado pelos estudantes do Mestrado em Educação e Comunicação Multimédia que frequentaram na UC de S_acpreI cinco grupos de discussão.

2011 – Professora Especialista em Educação e Comunicação Multimédia. Grau atribuído pelo Instituto Politécnico de Setúbal, Beja e Santarém (presentes também no Júri a YDREAMS e o Plano Tecnológico do Governo). Concluiu a prova pública a 3 de janeiro de 2011. Aprovada por Unanimidade.

2010_2008 – Pós-Doutoramento, na Universidade de Aveiro, com bolsa da FCT (SFRH/BPD/44838/2008). A dissertação sobre E-Portefolios 2.0 e histórias de vida: Instrumentos  Pedagógicos de Empregabilidade questiona diferentes representações dos estudantes finalistas do ensino superior. Trata-se de estudantes que, a nível nacional, europeu e ibero-americano, procuram trabalho, recorrendo a ferramentas WEB3.0, acessíveis e inclusivas a todo o cidadão com necessidades educativas especiais. Terminou a 14 de outubro de 2010 sob a orientação do Professor Doutor António Moreira.

2003 – Doutoramento em Ciências da Educação, na especialidade de Comunicação Educacional Multimédia, com defesa de dissertação em 17 de junho de 2003, sob o título Intercompreensão: do espaço-aula ao ciberespaço, com a classificação de Aprovada com Distinção e Louvor, sob orientação da Professora Doutora Maria Emília Ricardo Marques, Professora Catedrática da Universidade Aberta e do Professor Doutor Nuno Guimarães, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

1999 – Curso de Qualificação em Ciências da Educação, com frequência e aprovação nas cadeiras da profissionalização para o grupo de Educação Tecnológica, na Universidade Aberta, com a média final de 14 valores.

1997 – Frequência no 2º semestre letivo do Curso de Pós-Graduação e Formação Avançada em Artes Digitais e Argumento, no Departamento de Som e Imagem, na Universidade Católica do Porto, com a classificação de 17 valores.

1996 – Mestrado em Comunicação Educacional Multimédia, na Universidade Aberta, com bolsa da JNICT – Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica. A dissertação, A metáfora no Cartaz Publicitário – Uma aplicação em CD-i, defendida a 13 de fevereiro de 1996, foi aprovada com Muito Bom por unanimidade, realizada sob orientação da Professora Doutora Maria Emília Ricardo Marques, Professora Catedrática da Universidade Aberta e do Professor Doutor Elias Blanco Fernandez, Professor Catedrático na Universidade do Minho.

1994 – Especialização em Comunicação Educacional Multimédia, na Universidade Aberta com bolsa da JNICT – nº 1272/BM/RH. Aprovada, a 11 de janeiro de 1994, com Muito Bom por unanimidade.

1991 – Licenciatura em Comunicação Educacional Multimédia, a 23 de julho de 1991, na Escola Superior de Educação de Santarém, com a classificação final de 16 valores.

1987 – Curso Superior de Secretariado, a 23 de julho de 1987, no Instituto Superior de Línguas e Administração com a classificação final de 14 valores.